Pra quem joga truco essa música é um prato cheio e explica bem certinho como que acontece o jogo. E eu já vi em entrevistas que o compositor dessa música o Pirisca Grecco é um baita jogador de truco.

E já quero agradecer ao Pirisca que deu um aval nesse conteúdo pra gente gravar. Mil gracias pela parceria de sempre, tche!

Essa música Jogando Truco tem a letra do Pirisca Grecco e melodia do Érlon Péricles e Concorreu na 31ª California da Canção Nativa de Uruguaiana no ano de 2002.

Foi a grande vencedora da Linha Campeira do festival e ainda o Pirisca levou o prêmio de melhor intérprete.

Pra quem nunca jogou truco cego, truco espanhol, truco gaudério ou truco gaúcho. Já indico então pra clicar aqui em cima que temos um vídeo explicando como que se joga o nosso truco.

Agora então bamo lá analisar a letra verso a verso?

Eu venho lá da fronteira com as quarenta na mão
Para ensinar-lhes o truco, nos versos desta canção

O Pirisca é natural da fronteira, de Uruguaiana, as 40 na mão é porque o baralho espanhol tem 40 cartas. Outra referência é porque o truco se espalhou pelo Rio Grande a partir da fronteira, por que é um jogo de origem espanhola.

Quando se joga de mano, ou seja, só entre dois
Quem corta sempre é o mão pra dar as cartas depois

Quando a gente joga só em 2 quem corta é o mão e quem carteia é o pé da rodada. Ah… e se tu estiver dando cartas, lembre de deixar o baralho sempre a tua direita.

Pra começo de conversa veja se tem pro primeiro
Agregando vinte pontos com duas do mesmo pêlo
É envido! Não facilite vinte e nove é morredor

Como bem sabemos no truco, depois de ver as cartas se começa pelo envido. Na contagem de pontos, com duas do mesmo naipe dá 20 e mais a soma das cartas brancas. As figuras não contam nada.

Vinte e nove é uma mão bem caprichada pro envido. Um cinco e um quatro, um três e um seis ou um dois e um sete. 

Se for três do mesmo naipe diga um verso e cante flor
– “Yo venía de Buenos Aires num barquito a Vapor casi, casi cayó n’àgua para agarrar una ‘Flor'”.

Praticamente uma regra não escrita do truco é meter um verso na flor. Parece que vale mais ponto ainda! E esse verso do Eu vinha de Buenos Aires é muito famoso, talvez o mais declamado. Eu não encontrei a origem dele. Se alguém souber me prende o grito que ganha um regalo do Linha Campeira!

Joga-se muito entre quatro, famoso jogo de dupla
É bom que quem joga pouco, tem sempre em quem por a culpa

Talvez a modalidade de truco mais jogada é em duplas. E pro azar e pouca prática no jogo, sempre dá pra por a culpa no parceiro, que não pegou o sinal ou que atravessou as jogadas. Todo mundo tem um amigo assim, né tche.

Espadão, e ás de basto, sete de espada e de ouro
As quatro que não se empardam e não levam desaforo

As 4 manilhas do jogo, por ordem de força. Espadão, Bastião, Sete de espadas e sete belo. Não se empardam é porque não tem como empatar com elas. No truco gaúcho, os naipes tem pesos iguais. Só as manilhas que não levam desaforo.

Os três e os dois em seguida, os guembe e o valente rei
Pra esse nunca se mente, e isso no truco isso é lei

Seguindo no peso das cartas, os 3, os 2, os guembe e os reis. Guembe são os ases de copas e ouros, tem também quem chame eles de ovo.

E não se mente pro rei, por que tem uma regra que tu não pode mentir pro rei. Ou seja, se tu trucar o rei, tu tem que matar ele. Senão perde os pontos da rodada.

Uma perninha é mutuca sempre tira boi do mato
Com manilha meta truco, dispare do vale-quatro

Mutuca é um inseto, tipo um meio termo entre mosca e abelha. E tem uma picada loca de forte e doída, que segundo a sabedoria popular até boi do mato tira.

Então quando tu acha que o adversário tem uma manilha, tu bota uma perninha. Um dois ou um três, assim obriga ele queimar a manilha pra matar a rodada.

Outra regra não escrita é que não se foge do jogo com a manilha. Se vai pro vale-quatro. A não ser que o adversário tenha se entregado já que tá de brinco. E estar de brinco é estar com ás de espadas e de paus na mão.

Meia dúzia de parceiros, doze tento é a virada
Na testa ninguém se empresta e quem chama é o pé da rodada

Jogar em trio é loco de bueno. Acho que o jogo fica muito mais peleado. Doze tento é a virada e se vai até 24. E quando se joga em trio, tem a testa e a festa. Na testa ninguém se empresta porque tu joga de mano contra o vivente que tá na tua frente. E os pontos,os tentos, vão se acumulando das 3 rodas individuais.

Primeiro se aprende as regras depois se aprende a mentir
Se cuidem com os calavera que eles andam por aí

Coisa básica pra todo o jogo. Primeiro aprenda a jogar, depois venha querer mentir. E os calavera são os veiaco, aqueles que querem enganar tudo o tempo todo e até roubar no jogo.

Fica o último recado deste gaúcho pajador
Quem tiver azar no jogo está com sorte no amor
Façam seu jogo senhores quem se arrisca aprende a manha
Como é no truco é na vida quem não aposta não ganha!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *