Sala grande, chão batido, onde passei minha infância
Querido galpão de estância que foste um dia meu lar,
Hoje aqui venho rezar, saudoso dum teu afago
Catedral chucra do pago, de joelhos, no teu altar!

No programa desse domingo a nossa prosa é o galpão. Como esse local é fundamental na cultura da nossa gente. Essa baita prosa tá costeada pelo melhor da música gaúcha pra acompanhar o teu churrasco! Para fazer o download é só clicar aqui. Se quiser ouvir agora, da um play abaixo:

Confira a relação de músicas, compositores e intérpretes apresentados nesse programa:

MúsicaCompositorIntérprete
Todo galpão é querênciaGujo Teixeira e Cristian CamargoRogério Melo
Cantar GalponeiroOacy Rosenhaim e Nilo BrumJoca Martins
Filosofia de galpãoJari TerresJari Terres
Milonga abaixo de mau tempoMauro MoraesJosé Cláudio Machado
Rancheira Sul BrasileiraDelci Oliveira e Roberto LuçardoRobledo Martins e Rui Carlos Avila
Cernes de campo e galpãoIgor Silveira, André Teixeira e Rogério MeloAndré Teixeira e Cristiano Quevedo
No GalpãoAlberto OrtaçaAlberto e Gabriel Ortaça
Entre o basto e o chapéuLisandro AmaralLisandro Amaral
Na paz do galpãoGujo TeixeiraCésar Passarinho
Botando o laçoMarciano Reis e Juliano MorenoJuliano Moreno
Cheiro de GalpãoNilo Bairros de Brum e Sérgio RosaOs Monarcas
De terra, campo e galpãoAlex Silveira e Roberto LuzardoRoberto Luzardo
Prosa de GalpãoÉrlon PériclesPirisca Grecco
De campo e galpãoAdair de FreitasAdair de Freitas
Fandango GalponeiroZé Araújo e Tio NanatoZé Araújo
Meu Chasque Não Tem FloreioAndré Oliveira e Luciano MaiaIta Cunha
A moldura do meu ranchoVolmir CoelhoVolmir Coelho
Um certo galpão de pedraXiru Antunes e André TeixeiraRaineri Spohr
Noites, Penas e GuitarraApparício Silva Rillo e Luiz Carlos BorgesLuiz Carlos Borges
No rancho das querendonasLeoncio SeveroLeoncio Severo
Bailanta da AlpargataJoão Alberto PrettoValdomiro Maicá
Pegado nas crinasJoão Sampaio e Jorge GuedesJorge Guedes
Pra o meu consumoGujo Teixeira e Luiz MarencoLuiz Marenco
Alma de GalpãoTelmo de Lima FreitasJosé Cláudio Machado
Galpão do PachecoPorca VéiaPorca Véia
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.